05 de Junho – Dia Mundial do Meio Ambiente

Já higienizou suas mãos hoje?
30 de maio de 2019
Junho Vermelho – #DoeSangue #DoeVida
18 de junho de 2019
Os seres humanos são os grandes responsáveis por mudanças graves no meio ambiente, como a poluição e a perda de biodiversidade, e cabe a nós criar medidas que impeçam que nossos impactos atinjam de modo irreversível a Terra.
Dentre os principais problemas que afetam o meio ambiente, podemos destacar o descarte inadequado de lixo, a falta de coleta seletiva e de projetos de reciclagem, consumo exagerado de recursos naturais, desmatamento, inserção de espécies exóticas, uso de combustíveis fósseis, desperdício de água e esgotamento do solo.
Num momento em que a natureza se apresenta especialmente inquieta, com manifestações causadas ou não pelo homem – mas que cobram um preço alto em vidas –, tais como furacões furiosos, enchentes devastadoras, deslizamentos letais, invernos glaciais, chegamos ao Dia Mundial do Meio Ambiente chamando não somente à reflexão, mas, principalmente, à ação de todos em defesa da vida.
Atitudes individuais e coletivas, como o consumo consciente no dia a dia e a exigência, pela população, do cumprimento das leis por órgãos governamentais em todos os níveis são fundamentais.
À iniciativa privada cabe não somente investir em conservação do meio ambiente, mas, principalmente, assumir uma postura de responsabilidade socioambiental, trabalhando de dentro para fora, com adequação de suas cadeias produtivas e meios de produção, distribuição etc.

Como eu posso ajudar o meio ambiente?

Apesar de parecer uma tarefa difícil, o meio ambiente pode ser ajudado com medidas individuais bastante simples. Se cada um fizer sua parte, podemos garantir um futuro mais promissor para as gerações futuras. Veja a seguir algumas dicas importantes para preservar o meio ambiente:
Recicle o lixo
A reciclagem de lixo pode reduzir em até 80% os resíduos sólidos domésticos. Separe em recipientes diferentes o lixo orgânico (restos de comida) e o material reciclável (garrafas plásticas, latas, papéis, etc.).
Economize energia
Troque as lâmpadas comuns pelas de LED, que consomem menos energia e duram mais tempo. Apagar as luzes e desligar o ar condicionado é um alerta comum em espaços compartilhados, como escritórios, de grandes centros urbanos.
Reduza a temperatura
A campanha ‘One Degree Less’ (‘um grau a menos’) incentiva a pintura dos telhados com tinta branca refletiva, que contribui para a redução da temperatura interna dos apartamentos. Em consequência, diminui também o consumo de energia com ventilador e ar-condicionado.
Aposte no verde
Os jardins verticais, que podem ser cultivados até mesmo em espaços pequenos, são ótima opção para climatizar, refrescar e tornar o ambiente mais saudável e arquitetonicamente atraente.
Usar sacolas retornáveis
O uso em grande escala de sacolas plásticas, material derivado do petróleo, é algo extremamente prejudicial ao meio ambiente. Isso acontece, entre outros fatores, ao tempo que o material leva para se decompor naturalmente, entre 30 e 40 ano
Ande menos de carro
Você já tirou o carro da garagem para percorrer dois quarteirões? Essa é uma realidade comum para um País que possui um automóvel para cada quatro habitantes. É recomendado sempre que possível optar por alternativas de transporte não motorizadas ou coletivas, como as bicicletas e os ônibus.
Use água da chuva
A água da chuva pode ser armazenada em baldes e outros recipientes e reutilizada para a limpeza de jardins, calçadas, e partes comuns do condomínio, por exemplo.
Leia o hidrômetro
Para evitar o desperdício de água (e de dinheiro!) é recomendável que o hidrômetro seja lido diariamente. Em caso de alteração em relação à média diária, chame um bombeiro hidráulico para procurar um possível vazamento e corrigi-lo (inclusive verificando torneiras e sanitários de todos os apartamentos).
Invista na ‘economia inteligente’
O uso correto de equipamentos e instalações faz parte da chamada ‘economia inteligente’, que quase não exige investimentos e é responsável pela redução de recursos e gastos desnecessários.
Desligue tudo
Ao sair de casa, desligue todas as luzes e aparelhos eletrônicos. Inclusive os carregadores, que continuam a consumir energia mesmo quando não utilizados.
Preserve as árvores
Não realize podas ilegais e nunca desmate uma área. É importante também não colocar fogo em propriedades, pois isso pode atingir matas preservadas.
Compre conscientemente
Ao comprar eletrodomésticos, é sempre importante verificar nas especificações técnicas se eles são eficientes no consumo de energia. Muitas vezes, um aparelho mais barato vai resultar em prejuízo na conta de luz mais à frente.
Use a máquina de lavar somente na capacidade máxima
Além de um alto consumo de água, a máquina de lavar também é responsável por um elevado gasto de energia elétrica. Por isso, recomenda-se usar a máquina somente quando estiver com capacidade cheia. Caso não tenham peças para encher a máquina, é melhor optar por uma lavagem manual.
Compartilhe conhecimento
Para que esses novos hábitos entrem na rotina não apenas de sua casa, mas também na dos vizinhos, uma boa estratégia é fixar algumas dicas no mural do condomínio e iniciar ações de conscientização, como organizar um mutirão de limpeza na vizinhança, ou uma campanha de incentivo à reciclagem.
Viu só? Com dicas simples, você pode preservar o meio ambiente e ajudar o planeta!!

Fonte:

https://www.wwf.org.br    / https://mundoeducacao.bol.uol.com.br /  https://extra.globo.com /  https://www.opovo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =