Dia Nacional do Controle de Infecção Hospitalar

Febre Amarela, o mesmo inimigo, outra doença.
12 de janeiro de 2018
Conheça sobre o Adoçante Xilitol e seus diversos benefícios.
3 de julho de 2018

Você sabe o que é a Infecção Hospitalar?

 Qualquer tipo de infecção contraída pelo paciente dentro do hospital, ou mesmo depois da alta, é chamada de Infecção Hospitalar. Para diagnosticar a Infecção, os médicos observam se o paciente por acaso não chegou ao hospital durante o período de incubação do agente causador e realizam alguns procedimentos:

  • Observação geral do paciente;

  • Observação das informações do prontuário;

  • Análise de resultados de exames laboratoriais.

Uma visão mais recente da Infecção Hospitalar substitui o termo por Infecção Relacionada à Assistência à Saúde, que é bem mais abrangente. Inclui infecções relacionadas a procedimentos ambulatoriais, cuidados em domicílio e até as adquiridas por profissionais da saúde durante o desempenho de suas funções.

A Infecção Hospitalar ou Infecção Relacionada à Assistência à Saúde pode levar o paciente a uma reintervenção cirúrgica ou ocasionar efeitos colaterais causados pela administração do tratamento, que é feito com antibióticos por um período entre duas a quatro semanas. Pode ser necessária também a manutenção do paciente por mais tempo no hospital ou a reinternação, caso ele tenha recebido alta.

 Quais são as causas?

 Os microrganismos causadores das Infecções Hospitalares são bactérias, fungos, vírus e protozoários. Essas formas de vida, invisíveis a olho nu, podem estar presentes no ambiente hospitalar, em outros ambientes e até no próprio organismo.

A medida de prevenção que deve ser praticada por visitantes, cuidadores domésticos e todos os envolvidos no tratamento é a higiene das mãos. Essa medida simples evita a forma mais comum de contágio por bactérias, germes e vírus. O correto é fazer a lavagem com água e sabão ou utilizando o álcool gel. É indicado lavar sempre as mãos:

  •  Ao chegar para visitar um paciente;

  • Depois de finalizar a visita;

  • Antes e após utilizar o banheiro;

  • Antes e após fazer as refeições;

  • Antes e após arrumar os cabelos ou tocar qualquer parte do corpo;

  • Antes de preparar e administrar medicamentos;

  • Antes e após trocar ou fazer curativos.

A higienização que dura até 30 segundos previne reinternações que podem durar até 26 dias.

PREVINA-SE, HIGIENIZE SEMPRE SUAS MÃOS.

Clique na imagem abaixo e veja os produtos da Purell, referência mundial em cuidados da pele.

 

Fontes: http://www.vivalle.com.br/espaco-saude/detalhe/voce-sabe-o-que-e-a-infeccao-hospitalar