Julho Amarelo: Como prevenir e controlar as hepatites virais

Semana da conscientização da lavagem das mãos.
5 de maio de 2021
Baixo volume em análise sanguínea pode garantir mais segurança ao paciente.
Baixo volume em análise sanguínea pode garantir mais segurança ao paciente.
16 de julho de 2021
A OMS – Organização Mundial da Saúde elegeu Julho como mês de prevenção, controle e luta de todos os tipos de hepatites. Chamado de Julho Amarelo, o mês é voltado para conscientizar a população sobre as hepatites virais.
Conforme dados da OMS- Organização Mundial da Saúde, quase 3% da população global é portadora da Hepatite C. No Brasil, três milhões de cidadãos estão infectados pela doença e não sabem que têm o vírus, de acordo com o Ministério da Saúde.
A falta de conhecimento e interesse sobre as hepatites virais provoca milhares de mortes no Brasil e no Mundo.

 

Tipos de Hepatite

O Julho Amarelo é marcado por diversas atividades do Ministério da Saúde e outras organizações para conscientizar a população na prevenção e controle das hepatites virais.
Há vários tipos de hepatite viral: A, B, C, D e E. Cada uma delas é provocada por um determinado agente infeccioso. Conheça sobre cada uma:

Hepatite A

É uma das infecções mais comuns. A transmissão ocorre por via fecal-oral, em razão de alimentos ou água contaminados. A melhora forma de prevenir é com a vacina. Os principais sintomas são: mal-estar, falta de apetite, gripe, febre, vômitos, mialgias, icterícia.

Hepatite B

Não tem cura, mas tem vacina para esse tipo. É transmitido pelo sangue, ou por relação sexual sem preservativo. Em geral, a hepatite B é passado de mãe para filho no parto, ou durante a gestação.
Os sintomas são semelhantes ao da hepatite A, acrescentando dores abdominais e urina e fezes claras.

Hepatite C

É transmite pelo contato com sague contaminado, principalmente o uso de material cortante contaminado. É o tipo mais perigoso da hepatite pois não há cura, nem vacina.
É considerada pela OMS, a maior epidemia do mundo, cinco vezes maior que que a AIDS/HIV.
A hepatite C pode causar cirrose, câncer de fígado e morte. Os transplantes de fígado ocorrem principalmente por conta dessa doença.
Os principais sintomas são letargia, dor na região do fígado, febre, perda de apetite e mal-estar intestinal.

Hepatite D

Somente os pacientes infectados com o vírus da Hepatite B podem se contaminar esse outro tipo. No entanto, a vacina para hepatite B também protege contra a hepatite D também. Os sintomas são similares ao da B.

Hepatite E

Tipo menos comum e atinge principalmente jovens adultos. A Hepatite E também é transmitida via fecal-oral. Essa infecção não é crônica.

 

 

O que é o Julho Amarelo?

O Julho Amarelo foi estabelecido pela OMS desde 2010. No Brasil e no mundo, é organizado uma série de atividades para educar a sociedade, estimular o diagnóstico, prevenir e controlar as hepatites virais.
O dia 28 de Julho é considerado é o Dia Mundial de Luta contra as hepatites virais. Todos os países que fazem parte da OMS se comprometeram a acabar com a hepatite C como um problema de saúde pública até 2030.
Para isso, os principais órgãos de saúde divulgam as principais formas de prevenção. São elas:
  • Manutenção das vacinas em dia;
  • Uso de preservativo nas relações sexuais.
  • Manutenção dos exames de rotina em dia;
  • Cuidado com a higiene de alimentos, sempre lavando-os bem antes de ingerir;
  • Não compartilhamento de objetos cortantes ou perfurantes;

 

Gostou deste conteúdo? Então, continue em nosso site e conheça nossos produtos hospitalares.